VACINAS: quais devem ser tomadas antes de engravidar

Você sabia que antes de engravidar, seja no método natural ou na fertilização in vitro, é necessário tomar algumas vacinas?

Esse processo é bastante comum para que as futuras mamães possam ter uma gestação saudável e segura. Durante a gestação, os anticorpos (células de defesa) são transferidos de mãe para filho. Após o nascimento, este processo continua através da amamentação. Para garantir a imunização, que atua contra uma série de doenças que podem ser fatais para o bebê, é importante que a mãe esteja com as vacinas em dia. Isto é muito importante e deve ser discutido no momento da sua consulta pré-concepcional.

Quais vacinas devo tomar?

As vacinas possuem um papel fundamental na imunização do corpo humano, e algumas devem ser atualizadas antes de engravidar. Confira as principais:

 Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola): Caso a paciente não tenha tomado esta vacina, sua atualização deve ser feita pelo menos um mês antes de se iniciarem as tentativas de gravidez. Sua aplicação é realizada em dose única, no braço. A não-imunização pode trazer sérios problemas para seu bebê, principalmente caso você seja acometida por algumas dessas doenças – sarampo, caxumba e rubéola – no período gestacional, resultando em malformações  no aparelho auditivo, cardíaco e cerebral.

Varicela (catapora): Assim como a tríplice viral, a vacina contra a catapora também deve ser atualizada pelo menos um mês antes de se iniciarem as tentativas de gravidez. Caso não seja atualizada, contrair varicela no período inicial da gestação (três primeiros meses) pode fazer o bebê se desenvolver com malformações nos membros, órgãos ou cérebro, podendo gerar até um quadro de aborto. Se a doença aparecer no trimestre final da gestação ou perto do parto, a criança pode nascer com varicela neonatal.

Tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche): A atualização dessa vacina acontece de uma forma diferente das outras citadas. A primeira dose deve ser aplicada na infância. A partir dos 15 anos de idade, deve-se atualizar as doses a cada 10 anos. Se você estiver planejando engravidar, mas recebeu a última dose da vacina há mais de cinco anos, é importante se vacinar novamente. Dessa forma, você estará se protegendo e evitando que seu bebê desenvolva tétano neonatal.

Não corra risco e opte pela imunização! E se ainda tem dúvidas, deixe um comentário ou entre em contato que responderei!

“Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *